Policial

Gerência Técnica Regional da Agevisa acompanha incineração de drogas ilícitas 

A Gerência Técnica Regional III da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB), sediada no município de Patos, no Sertão da Paraíba, participou, neste começo de 2022, do processo de duas incinerações de drogas ilícitas realizadas na região. No dia 16 de fevereiro (quarta-feira), às 10h, a gerente-técnica Elza Betânia Barbalho, juntamente com representação do Ministério Público, integrou a equipe comandada pela delegada de Polícia Civil Daniela Rosa Quirino de Sá Pires, da Regional de Santa Luzia, no ato de destruição de substâncias entorpecentes (maconha e cocaína) realizado na Cerâmica Santa Francisca, no município de Quixaba/PB.

No dia 24 de janeiro, às 11h, em cumprimento a determinação da 6ª Vara da Comarca de Patos, foi realizada outra incineração de drogas ilícitas com a presença da Agevisa/PB, do Ministério Público, do Instituto de Polícia Científica e de policiais da Delegacia de Homicídios e Entorpecentes de Patos. A destruição da droga ocorreu na Cerâmica Santa Rosa, localizada às margens da BR-230, no município de Malta/PB, sob o comando dos delegados Yuri Givago Araújo Rodrigues (titular da 15ª Delegacia Seccional de Polícia Civil) e Paulo Rabêlo de Vasconcelos Filho (superintendente Regional da Polícia Civil).

Sobre a presença da Agência Estadual de Vigilância Sanitária nos processos de incineração de entorpecentes na região polarizada pelo município de Patos, a gerente-técnica regional Elza Betânia ressaltou que é papel da Agevisa a promoção e a defesa da saúde da população, e que esta missão que vai além de competência regulatória e também educativa da instituição.

“Ciente do tamanho de sua responsabilidade junto aos paraibanos, a Agevisa sempre se fez e se fará parceira dos demais órgãos encarregados da proteção e da promoção da segurança da sociedade, e a nossa presença nesses atos vitoriosos de incineração de drogas ilícitas traduz e reforça esse nosso compromisso”, enfatizou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo