UEPB pode entrar em greve

Será realizada nesta quinta-feira, 9, uma assembleia com os docentes da Universidade Estadual da Paraíba para decidirem, ou não, pela greve.
De acordo com o presidente da Aduepb, Nelson Júnior, a motivação pela paralisação por tempo indeterminado é a falta de diálogo da parte do governo do Estado, o congelamento dos salários e progressões, a demissão de 120 funcionários e o corte de vagas de ingressos à instituição.

– Vamos discutir as questões que podem levar a UEPB a fechar suas portas. Depois que fizemos plenárias com professores, funcionários e alunos em todos os campi da universidade, optamos por fazer uma assembleia e decidir qual a melhor forma de luta para barrar o que a dupla Ricardo Coutinho e Rangel Júnior quer fazer na UEPB demitindo 120 funcionários e cortando 2.700 vagas para estudantes – disse.

A categoria está em estado de greve desde o final do ano passado.
– Temos autonomia para fazer a greve. Até o dia 9 esperamos que o governo do Estado possa ter uma conversa conosco e trazer alguma novidade para a categoria – desejou.

*As informações repercutiram na Rádio Campina FM.
Paraibaonline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *