Trabalhadores reivindicam reajuste

Os trabalhadores e trabalhadoras rurais do setor sucroalcooleiro aprovaram um pedido de reajuste salarial de 12%. A assembleia estadual dos trabalhadores que definiu o percentual foi realizada neste final de semana (04 e 05/03). Representantes de 30 sindicatos que atendem cerca 30 mil trabalhadores, já apresentaram nesta segunda-feira, 06, a proposta de reajuste aos usineiros. O presidente da FETAER – Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais – José Maria de Lima, disse que esse índice reivindicado é resultado da soma da inflação no período mais uma recomposição salarial da safra passada.

Durante o mês de fevereiro a FETAER organizou com os sindicatos de trabalhadores rurais mais de 30 assembleias municipais, que mobilizou todos os trabalhadores e trabalhadores do setor. “Vamos agora negociar com o patronal o nosso reajuste salarial e garantir as cláusulas sociais da nossa convenção de trabalho”, diz José Maria. Há uma perspectiva que ainda nesta semana a FETAER e o SIFAEG iniciem a negociação salarial.
Há 33 anos os trabalhadores realizam convenção de trabalho, neste ano a negociação será para garantia e ampliação dos direitos sociais, reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho.

Um dos argumentos que os trabalhadores levarão à mesa de negociação, com a assessoria do DIEESE – Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômico – será o aumento das exportações do açúcar em mais de 36%; o produto foi responsável por quase todo o montante do complexo sucroalcooleiro no Brasil, com 92% do valor em vendas do setor (US$ 10,44 bilhões). Em comparação com 2015, houve crescimento de 36,6% em valor, em função do aumento da quantidade: de 24,01 para o recorde anual de 28,93 milhões de toneladas (+20,5%). Os dados foram divulgados pela Secretária de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Para José Maria, esse dado mostra que os trabalhadores construíram a superação da crise no setor.

“Nós perdemos 2% do nosso salário na convenção do ano passado, e precisamos recuperar, além do índice da inflação acumulada até o mês de março”, disse o presidente da FETAER. A data base dos trabalhadores e trabalhadoras do setor sucroalcooleiro é 20 de março, até essa data patrões e empregados deverão definir as regras de trabalho para a safra 2017/2018.  
Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *