Polícia Rodoviária Federal inicia fiscalizações da Semana Santa

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia nesta quinta-feira (13) a Operação Semana Santa nas rodovias federais que cortam toda a Paraíba.

A região de Campina Grande será o trecho mais policiado pela PRF. Haverá reforço nos trechos mais vulneráveis a acidentes e com maior registro de criminalidade no estado, apontados pelas estatísticas. A operação seguirá até a meia-noite do próximo domingo.

A operação tem como objetivos aumentar a segurança, conforto e fluidez do trânsito aos usuários das rodovias federais ao longo do feriado.

As ações foram programadas para diminuir a incidência de acidentes relacionados ao excesso de velocidade, à alcoolemia ao volante, às ultrapassagens indevidas e ao transporte de motos, motonetas e ciclomotores; conhecidos como duas rodas.

Também serão realizadas ações operacionais direcionadas para o combate à criminalidade.

A PRF já deu início a um trabalho de reforço deste o último final de semana na região de Campina Grande.

Neste período do ano há grandes movimentações devido à busca pelo espetáculo conhecido como “Paixão de Cristo”, que é encenado na localidade de Fazenda Nova, em Pernambuco.

E foi por isso que foram realizados trabalhos visando reprimir abusos no trânsito e ações de criminosos.

O planejamento da operação levou em consideração a análise de dados estatísticos com foco no comportamento dos motoristas e nas características dos acidentes considerados graves, ou seja, acidentes fatais ou com vítimas feridas gravemente.

Essas análises permitiram a otimização dos recursos humanos e materiais, com foco na fiscalização em pontos e horários críticos para coibir comportamentos de risco como: ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e direção sob o efeito de bebidas alcoólicas.

Além do patrulhamento ostensivo, a PRF também promoverá ações educativas buscando sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *