Seca: perdão da dívida dos agricultores

O deputado federal Wilson Filho (PTB) levou para a reunião da bancada federal com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), nesta quinta-feira (8) no Palácio do Planalto, em Brasília, a discussão sobre o perdão das dívidas dos agricultores e a necessidade da criação da Zona Franca do Semiárido. O peemedebista informou que nesta sexta-feira (9) assinará o perdão da dívida dos trabalhadores rurais junto ao Banco do Nordeste.

Quanto à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 19/11, que cria a Zona Franca do Semiárido Nordestino com característica de área de livre comércio de exportação e importação, de autoria de Wilson Filho, Temer disse que levará o material para a análise da sua equipe econômica para verificar a viabilidade financeira.

Conforme a proposta, que tramita na Câmara Federal, a sede da Zona Franca será o município de Cajazeiras, na Paraíba, e se estenderá pelas cidades vizinhas em um círculo de 100 quilômetros. Cada estado do Semiárido terá uma cidade polo de desenvolvimento, que será uma extensão da zona franca.

“O perdão das dívidas dos agricultores é urgente e indispensável. Vivemos a pior seca dos últimos 80 anos e os trabalhadores estão lutando para conseguir o seu sustento e precisam conviver ainda com a possibilidade das instituições bancárias tomarem as suas terras para pagar débitos”, comentou.

De acordo com o deputado, além de ações emergências, são fundamentais iniciativas de convivência com a seca e o estímulo para criação de novas frentes para gerar emprego e renda. “A Zona Franca fará uma revolução no Nordeste. Estamos falando de geração de muitos empregos em frentes que não dependam apenas de condições climáticas e meteorológicas. Temos que estimular as potencialidades de cada localidade”, argumentou.
Pbagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *