Economia

Pesquisa revela aumento de 30,8% em alimentos

Já está disponível no site do Procon de Campina Grande a pesquisa de preços da Cesta Básica Regional, que neste mês vem com o acréscimo da Cesta Natalina. Para o mês de dezembro de 2020 a Cesta Básica Regional custou ao campinense um valor médio de R$ 626,75, em comparação com o mês de novembro, cujo preço foi R$ 607,4 constata-se um aumento de R$ 19,35, ou seja, 3,2%. A coleta de dados ocorreu em 60 supermercados da cidade no período de 3 a 10 deste mês. 

Considerando o rendimento familiar de um salário mínimo (R$ 1.045,00) o comprometimento do ordenado é de aproximadamente 60,0%, restando cerca de 40,0%, o que é equivalente em termos absolutos a 418 reais para as outras despesas da família. A quantidade de horas necessárias para o trabalhador que ganha um salário mínimo comprar a Cesta Básica de Alimentos é de aproximadamente 92 horas, ou seja, ou 12 dias de trabalho. 

Como sempre explicamos a Cesta Básica Regional do Procon Municipal é a soma da Cesta Básica de Alimentos instituída pelo DIEESE e a Cesta Complementar. Esta última se organiza em grupos. Segue a demonstração destes grupos e os alimentos ou produtos que apresentaram maior variação de preços entre os estabelecimentos visitados. 

Do grupo CARNES E DERIVADOS o quilo do frango apresentou maior diferença de preços, 83,67%, este produto pode ser encontrado a preços que vão de R$ 7,35 a R$ 13,50. No grupo FARINÁCEOS a goma de tapioca se destaca, com variação de 121,11%, 3kg deste produto pode custar de R$ 2,89 a R$ 6,39. 

Em HIGIENE E LIMPEZA vemos que o pacote com quatro unidades de papel higiênico apresentou variação de 299,31%, pode ser comprado a preços que vão de R$ 1,45 a R$ 5,79. Já em HORTIFRUTI a fruta que se destaca é a manga, o quilo pode ser comprado por preços que vão de R$ 1,29 a R$ 4,99, variando 286,82% e o pimentão verde variou 231,16%, o quilo pode ser encontrado a preços que vão de R$ 1,99 a R$ 6,59. Por fim no grupo TEMPEROS o sal moído apresentou maior diferença de preços, 204,08%, meio quilo do produto pode ser comprado por valores que vão de 0,49 centavos a R$ 1,49. 

Com relação a Cesta com produtos natalinos, o valor médio em dezembro de 2020 foi de R$ 609,10, em comparação com o mês de dezembro de 2019 cujo preço médio foi de R$ 465,64 houve um aumento de 30,8%. 

Com relação à variação de preços destes produtos, o bacalhau se destaca entre as carnes. Com variação de 203,12% o quilo deste alimento pode ser encontrado a preços que vão de R$ 32,99 a R$ 100,00. Já o peru temperado, o quilo pode ser encontrado a preços que vão de R$ 20,89 a R$ 24,79, variação de 18,67%. Já no grupo dos queijos e frios, o queijo tipo prato apresentou maior variação, 201,32%, quem pesquisar pode economizar até 44,09 reais. O quilo do queijo tipo reino pode ser encontrado a preços que vão de R$ 54,90 a R$ 89,90. 

Outro produto bem procurado nesta época, o panetone de frutas (400 g), dependendo da marca, pode ser encontrado a preços que vão de R$ 3,49 a R$ 16,99, uma variação de 386,82%. 
E por fim no grupo das bebidas, a sidra cereser (660 ml) está com variação de preços de R$ 9,99 a R$ 15,99 (60,06%) e a sidra cereser s/álcool (660 ml) com variação de 52,29%, o produto pode custar de R$ 10,50 a R$ 15,99. Já com relação aos refrigerantes a soda 2 litros se destaca, está variando 76,70%, pode ser encontrada por preços que vão de R$ 3,39 a R$ 5,99 e a menor variação foi para a sprite 2 litros pode ser comprada a preços que vão de R$ 5,89 a R$ 6,89 (16,98%). E a coca cola 2 litros chega a variar 33,56%, ou seja, pode ser encontrada a preços que vão de R$ 5,99 a R$ 8,00. 

A pesquisa completa está disponível no site do Procon https://procon.campinagrande.pb.gov.br/

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo