Manchetes

PF combate fraude previdenciária

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou em conjunto com o Núcleo de Inteligência Previdenciária e Trabalhista em MG, a Operação Policial ACINTE II, para combater fraudes previdenciárias responsáveis por prejuízo superior a R$ 1 milhão ao erário federal.

As investigações apuraram que uma associação criminosa realizava as fraudes, mediante criação de pessoas fictícias e falsificação de documentos, como certidões de nascimento, identidade, comprovantes de residência, títulos de eleitor, com o objetivo de fraudar o INSS e obter, em sua maioria, benefícios de amparo ao idoso de baixa renda. A partir da identificação dos benefícios fraudados, foi possível identificar outros integrantes do grupo criminoso, presos nesta data, que serão autuados pela prática dos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa, cujas penas de reclusão podem passar de nove anos, se condenados.

 A Polícia Federal representou por quatro mandados de prisão preventiva (sem prazo de duração) e seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 9ª Vara Federal da Seção Judiciária de Minas Gerais e cumpridos na cidade de Betim/MG; além de medidas assecuratórias que envolvem o arresto de cinco veículos e o sequestro de valores em duas contas bancárias. Durante a deflagração, foram apreendidos aparelhos de telefone celular, 20 chips e farta documentação.

Além dos valores já apurados, será evitado prejuízo futuro de mais de R$ 3,5 milhões com a desarticulação das fraudes praticadas pelos envolvidos.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo