Procon esclarece dúvida sobre uso de estrangeirismos no BLACK FRIDAY

Está circulando entre os lojistas da cidade que o Procon de Campina Grande estaria multando os comerciantes pelo excesso no uso de palavras de língua estrangeira em publicidade relacionada ao BLACK FRIDAY. Sobre isso o coordenador executivo do órgão, Rivaldo Rodrigues traz alguns esclarecimentos:

“O nome BLACK FRIDAY é uma marca e como tal não deve ser traduzido, pois sua tradução tiraria o sentido que se pretende dar ao evento, outra coisa, conforme o art. 6º, III e art. 31 do Código de Defesa do Consumidor, qualquer produto, nacional ou importado, deve apresentar informações corretas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidade, quantidade, composição, preço, garantia, prazo de validade, origem, além dos riscos que possam apresentar à saúde e segurança dos consumidores e palavras estrangeiras devem ser acompanhadas da sua respectiva tradução para o português. Seguindo estas orientações, o fornecedor não terá problemas com nossa fiscalização”, salienta Rivaldo.

A Black Friday é um evento que teve início nos Estados Unidos, nos anos 70 e no Brasil ocorre desde 2010. A partir de então é a data mais agitada do varejo no país, onde os consumidores ficam na expectativa de terem bons descontos em suas compras que antecede ao natal. E o Procon de Campina está atento a toda essa movimentação, na orientação dos fornecedores, no acompanhamento da evolução de preços dos produtos no período que antecede ao evento que este ano será na sexta-feira, 29, e nas dicas e orientações aos consumidores.

Sobre a informação que está circulando o coordenador Rivaldo reforça que “em momento algum o Procon exigiu a qualquer lojista a tradução da palavra BLACK FRIDAY e que eventuais notícias sobre essa exigência são boatos espalhados de forma maldosa com o propósito de embotar o trabalho que o órgão vem desenvolvendo ao longo dos últimos três anos, com foco na educação de consumidores e de fornecedores, na conciliação e na resolução de conflitos da forma mais amigável e propositiva possível. Esse trabalho tem se refletido no índice de resolução de conflitos que supera os 85% indicando excelentes resultados tanto para o consumidor quanto para o fornecedor”, reitera Rivaldo.

Quaisquer dúvidas com relação a BLACK FRIDAY devem ser enviadas ao Procon por meio do WhatsAPP 83 98185–8168 ou pelo 151.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *