Deputado diz que projeto que permite privatizar saneamento é uma ameaça

O deputado federal Gervásio Maia (PSB), vice-líder da oposição, destacou durante discurso na Câmara dos deputados, os prejuízos, caso o Projeto de Lei Nº 3261, que tem o objetivo de privatizar as estatais de saneamento, seja aprovado. O parlamentar, que integra a comissão especial que analisa a atualização do Marco do Saneamento Básico, ressaltou que o objeto do Projeto é claro: dar à iniciativa privada a água e o saneamento.

Gervásio Maia alertou para as consequências de privatizar o serviço de água no país. “O projeto de lei 3261 representa um retrocesso, no tocante à entrega da nossa água ao capital privado. O que está por trás dessas alterações é somente a privatização. Os grandes consórcios não vão querer levar água para as pequenas cidades, para a zona rural”, pontuou o parlamentar.

Ainda durante o discurso, Gervásio fez um apelo aos demais deputados, para que o PL seja barrado para impedir que empresas superavitárias, como é o caso da Cagepa na Paraíba, sejam prejudicadas. “Esta Casa tem que barrar isso, só devemos implementar aquilo que é bom para a maioria dos brasileiros. Estão querendo entregar as nossas estatais utilizando argumentos fajutos, argumentos falaciosos. Se existe algum Estado que não consegue deixar a sua empresa superavitária, isso não justifica penalizar os estados que conseguem. Água não é mercadoria, chega de entreguismo”, afirmou o parlamentar.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *