Saúde modifica estratégias de vacinação do sarampo

A Secretaria de Saúde de Campina Grande modificou o protocolo de aplicação da vacina do sarampo no município a partir desta sexta-feira, 13. A vacina passa a ser administrada exclusivamente em crianças. A medida foi tomada para garantir que o público-alvo mais vulnerável seja protegido prioritariamente. A parcela da população de adultos que têm direito à vacina será imunizada em outro momento.

As crianças entre seis e onze meses de vida recebem a chamada dose zero nos Centros de Saúde do Catolé, do Centro, da Palmeira, da Liberdade e da Bela Vista, e as que moram em São José da Mata, Galante e Catolé de Boa Vista podem ser levadas a qualquer uma Unidade Básica de Saúde desses distritos.

As crianças com um ano recebem a chamada dose um e ao completar um ano e três meses, elas recebem a dose dois da tríplice viral que, além do sarampo, também protege da caxumba e da rubéola. Para a dose um e a dose dois, os pais podem procurar qualquer unidade de saúde de Campina Grande. Caso a criança não tenha tomado nenhuma dose, ou só tenha tomado apenas uma, ela pode completar ou iniciar o esquema vacinal até os 5 anos de idade.

“O objetivo em garantir a aplicação das três doses nas crianças é porque elas são o público mais vulnerável e nós estamos priorizando esse grupo porque temos poucas vacinas em estoque, uma vez que ainda não fomos reabastecidos pelo Ministério da Saúde. As doses são fornecidas pelo Ministério e distribuídas através do Estado”, explicou o Diretor de Vigilância em Saúde, Miguel Dantas.

Em outubro, o Ministério da Saúde realizará uma campanha de vacinação do sarampo com intensificação da imunização. Após este momento, a vacinação deve ser estendida aos adultos. Lembrando que só vão precisar se vacinar aqueles adultos que não tomaram nenhuma dose quando criança.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *