sexta-feira, novembro 27, 2020
Home Justiça Toffoli: temos de conhecer peculiaridades dos tribunais para editar normas

Toffoli: temos de conhecer peculiaridades dos tribunais para editar normas

O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, reforçou, em visita a tribunais do Ceará, que é de extrema importância conhecer as peculiaridades de cada tribunal, de cada região, para fazer um trabalho ainda mais eficiente no CNJ. “Numa federação com 26 estados mais o Distrito Federal, é claro que as peculiaridades de cada um devem ser levadas em conta nos normativos do Conselho e esse é o trabalho que estamos desenvolvendo”, afirmou o ministro ao falar sobre as visitas que tem realizado desde o começo do ano.

O presidente Dias Toffoli está em Fortaleza desde a quarta-feira (24/7), onde já visitou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) e à Seção Judiciária da Justiça Federal no Ceará (TRF5). Hoje, ele esteve no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e no Tribunal Regional do Trabalho da 7º Região (TRT-CE). “É uma visita inédita e com grande simbolismo”, afirmou o presidente do TRT-CE, Plauto Carneiro. “Estamos tendo uma oportunidade de comunicação direta com o mais alto cargo do Judiciário. Isso cria um sentimento de unidade que facilita o intercâmbio entre as entidades”, completou.

Na opinião do presidente do TJCE, desembargador Washington Luis Bezerra de Araújo, o encontro em Fortaleza “nos permitiu mostrar ao CNJ o trabalho que estamos fazendo para implantar o Programa Celeridade no Tribunal de Justiça, que tornará possível produzir mais e com mais qualidade, ainda que haja carência de recursos financeiros”, afirmou.

O Programa Celeridade, que faz parte do Plano de Gestão do biênio 2019-2020, é uma das principais iniciativas do Judiciário cearense para impulsionar a produtividade. De acordo com informações do tribunal, as principais ações do projeto, no curto prazo, são a contratação de 100 juízes leigos (profissionais formados em direito e com experiência) para o Sistema dos Juizados Especiais (incluindo as turmas recursais) e de 240 estagiários de pós-graduação para a área judiciária. A expectativa do Ceará é, com esse auxílio, obter aumento de mais de 158 mil decisões ao ano. As minutas de sentença serão homologadas pelo juiz titular de cada unidade. Já a atuação dos estagiários, deverá agregar mais de 114 mil sentenças no período de 12 meses.

A Corte divulgou ainda que a Justiça do Ceará baixou em definitivo, nos três primeiros meses deste ano, 85.751 processos, aumentando em 27% com relação ao mesmo período do ano passado, quando haviam sido baixados 67.759. Os números são decorrentes do Plano Estratégico do Judiciário cearense, que tem como objetivo principal imprimir celeridade aos julgamentos das ações.

“Estamos vendo que temos um Judiciário muito preocupado em oferecer maior eficiência e melhor atendimento para a população e esse é um dos nossos eixos: eficiência, além da transparência”, concluiu o presidente do CNJ.

Paula Andrade
Agência CNJ de Notícias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

OAB celebra 90 anos em sessão histórica do Conselho Pleno

O Conselho Pleno da OAB Nacional se reuniu para celebrar o aniversário de 90 anos da Ordem dos Advogados do Brasil, homenagear...

Bruno diz que dará sequência administrativa à gestão de Romero,

O prefeito eleito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), concedeu entrevista ao Programa “A Hora do Povo”, da TV Borborema. Além...

Câmara de João Pessoa divulga calendário da LOA 2021

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) vai debater em 1º de dezembro, com os gestores municipais, o projeto da Lei Orçamentária Anual...

Organizações apresentam plano de implementação do Projeto Integrar

O Tribunal de Contas da União (TCU), a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Comitê Técnico da Educação do Instituto...

Recent Comments

John Doe on TieLabs White T-shirt