sexta-feira, novembro 27, 2020
Home Manchetes Infectologista reforça importância do uso do preservativo no Carnaval

Infectologista reforça importância do uso do preservativo no Carnaval

Antes chamadas de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), hoje o HIV, as hepatites virais, HPV, cancroide, doença inflamatória pélvica (DIP), donovanose, gonorreia e infecção por clamídia, linfoglanuloma venéreo (LGV), sífilis e infecção pelo HTLV são denominadas de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). A mudança na nomenclatura foi feita pela possibilidade de transmissão de qualquer uma dessas infecções por pessoas que estejam infectadas e não apresentam nenhum sintoma.

Como estamos em época de festa, nas vésperas do Carnaval, quando as pessoas ficam mais propensas a se descuidarem, a infectologista Ana Campanile faz um alerta a toda população: sexo seguro só com camisinha. O preservativo é o método mais eficaz para prevenir as IST, além das hepatites virais (as mais comuns são A B e C) e o HIV, afinal todas essas infecções são transmitidas principalmente por contato sexual com uma pessoa infectada.

“As pessoas adquirem essas doenças porque fazem sexo desprotegidas e o diagnóstico tardio acaba dificultando o tratamento. Hoje, todas as IST são tratáveis, mas quando isso não acontece em tempo hábil pode implicar em complicações. O importante é manter a regularidade na realização de exames preventivos, principalmente quem se descuida ou tem muitos parceiros sexuais, pois muitas vezes essas doenças demoram para apresentar sintomas e, quando tratadas, interrompem a cadeia de transmissão”, explica a infectologista do Hospital Nossa Senhora da Neves (HNSN).

A especialista revela que tem recebido muitos pacientes com sífilis. “Estamos com um surto silencioso dessa infecção em todo país, inclusive em crianças pois a transmissão dessa IST pode acontecer também de forma vertical, da mãe para o bebê”, disse Dra Ana. É importante destacar que o contágio da mãe para a criança também vale para as hepatites virais e o HIV, além disso essas infecções são passadas ainda pelo uso de seringa por mais de uma pessoa, por instrumentos que furam e cortam não esterilizados e por transfusão com sangue contaminado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Programa Minha Árvore prossegue nas ruas da cidade

"Minha Árvore" é o Programa Sustentável de Educação Ambiental da Prefeitura de Campina Grande, executado por meio da Secretaria Municipal de Serviços...

Aprovado projeto de Márcio que cria o Programa de Prevenção à Exploração Sexual Infanto-Juvenil

O Poder Legislativo de Campina Grande aprovou o projeto de lei número 269, de autoria do vereador Márcio Melo Rodrigues (DC), que...

Pix começa a funcionar e órgão traz orientações

Começou a funcionar a partir de segunda-feira, 16, o Pix.  Um novo jeito de receber, pagar e transferir dinheiro, criado pelo Banco...

Procon faz balanço das ações do órgão nestes oito meses de pandemia

O coordenador executivo do Procon Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, fez um balanço das ações executadas pelo órgão nesses meses de pandemia causada...

Recent Comments

John Doe on TieLabs White T-shirt