sábado, novembro 28, 2020
Home Destaques TCU pede documentos para prosseguir análise da Petrobras

TCU pede documentos para prosseguir análise da Petrobras

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) solicitaram ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e ao Ministério de Minas e Energia (MME) o envio complementar de documentos, no âmbito da revisão do contrato de cessão onerosa firmado entre a União e a Petrobras, para que a Corte de Contas possa dar prosseguimento à análise e, assim, se pronunciar sobre a matéria.

A decisão do colegiado, que consta do Acórdão 2931/2018, foi tomada na última sessão plenária do ano passado, realizada no dia 12 de dezembro. Os ministros também deferiram o pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para admiti-la como parte interessada no processo. O relator do processo foi o ministro José Mucio Monteiro, que, em 1º de janeiro, assumiu a Presidência do TCU.

“Manifesto minha concordância com a unidade técnica, que considera insuficiente a documentação remetida para este Tribunal em 13/9/2018 e em 8/11/2018, tanto para o exame dos parâmetros para a revisão do contrato de cessão onerosa quanto para a avaliação preliminar do modelo para a concessão dos volumes excedentes”, declarou Mucio em seu voto. “Ante o exposto, acolho a proposta [da unidade técnica] de dar ciência ao CNPE e ao MME da necessidade de complementação dos elementos enviados ao TCU”, acrescentou.

Em relação à minuta de aditivo de revisão do contrato de cessão onerosa, foram requeridos, entre outros, o valor resultante da revisão, discriminado por bloco; e a demonstração dos fluxos de caixa que geraram o resultado, acompanhada das planilhas eletrônicas geradoras dos respectivos fluxos e da indicação dos parâmetros técnicos e econômicos aplicados.

Além disso, o Tribunal pediu documentos referentes às minutas de pré-edital e do contrato de partilha de produção para os volumes excedentes à cessão onerosa, tais como: parâmetros técnicos e econômicos da licitação; relatório sobre os estudos de impactos ambientais; e detalhamento dos aspectos operacionais e regulatórios que incidirão sobre a gestão conjunta entre os contratos de partilha de produção e o contrato de cessão onerosa.

Sobre

O TCU tem acompanhado o processo de revisão do contrato de cessão onerosa para atividades de pesquisa e lavra de petróleo e gás natural localizados na área do pré-sal, celebrado em 2010 entre a União e a Petrobras, com valor inicial fixado em R$ 74,8 bilhões.

O contrato decorre da Lei nº 12.276/2010, que autorizou a União a ceder onerosamente à Petrobras, dispensada a licitação, o exercício das atividades de exploração e produção em áreas não concedidas, localizadas na região do pré-sal da bacia de Santos (SP), até o volume de cinco bilhões de barris equivalentes de petróleo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Bruno revela o dia do anúncio da equipe de transição

O prefeito eleito Bruno Cunha Lima (PSD),  de Campina Grande, concedeu entrevista ao Programa Ideia Livre, da TV Itararé. Na sabatina feita...

ALPB suspende atividades presenciais após aumento de casos de Covid-19

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) suspendeu temporariamente as atividades administrativas presenciais após o registro de aumento do número de casos de...

Alerta para a ação de falsos fiscais agindo contra comerciantes

O Procon Campina Grande recebeu uma grave denúncia sobre a existência de pessoas que estão se passando por fiscais do órgão municipal....

Programa Minha Árvore prossegue nas ruas da cidade

"Minha Árvore" é o Programa Sustentável de Educação Ambiental da Prefeitura de Campina Grande, executado por meio da Secretaria Municipal de Serviços...

Recent Comments

John Doe on TieLabs White T-shirt