Couto e Veneziano Vital votaram contra a reforma

O deputado federal Luiz Couto (PT) mais uma vez representou a vontade dos trabalhadores paraibanos e votou contra a reforma trabalhista. Mas, o petista foi minoria na bancada paraibana. Apenas Couto e o deputado Veneziano Vital se manifestaram contra a proposta. Com o placar de 296 votos favoráveis a 177 contrários, o plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (26), o substitutivo de Rogério Marinho (PSDB-RN) ao Projeto de Lei 6787/16 que altera cerca de cem pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O texto promove alterações na legislação trabalhista, principalmente na relação entre empregado e empregador.

“Na terça-feira, dia 25 de abril, houve mais um dia de horror neste Congresso Nacional. Tivemos a aprovação na comissão especial do PL que trata da reforma trabalhista, ou seja, do retrocesso e de mais uma retirada de direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, deste país. Na noite desta quarta, o Golpe conseguiu ferir ainda mais o povo brasileiro. Foi uma noite sombria, como os tempos que querem impor aos trabalhadores”, disse Couto, acrescentando: “Após o golpe de 2016, o objetivo central não é edificar a esperança de um mundo fraterno. Ao contrário, o que se vota nestas Casas é o ódio transfigurado na proposta de humilhar, assassinar, amedrontar e fazer da vida um mero instrumento de barganha política. É a absurda ideologia do caos pelo caos, o terror pelo terror”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *